#23 – Dicas para o fim de semana de quarentena

Coluna traz opções para curtir no conforto do lar

26 de Março de 2020
#23 – Dicas para o fim de semana de quarentena

A ordem é ficar em casa e vá lá, podemos fazer muitas coisas fixe e aproveitar o tempo livre de um modo diferente. Nas dicas desse fim de semana de quarentena, o Viva Covilhã traz dorama, Foo Fighters e literatura policial.

VER > Jardim de Meteoros

Por Aline Grupillo
Viva Covilhã

Já faz uns bons sábados que não escuto nosso idioma na sala. E pra completar, entrei no quarto da minha filha outro dia e lá estavam fotos e cartazes com a cara de Dylan Wang, Darren Chen, Connor Leong, César Wu e Shen Yue. Pergunte pro seu filho pré-adolescente quem eles são e, provavelmente, vão responder na ponta da língua: as estrelas de Jardim de Meteoros!

O dorama – novela oriental popular entre fãs de animes e mangás – é chinês e homônimo de um drama taiwanês. Foi lançado originalmente em 2001 e adaptado pela Netflix após o sucesso estrondoso entre os adolescentes apaixonados pelo género no oriente. A trama é como costumamos dizer: “café com leite”! Roteiro previsível, de fácil adaptação, que trata dos problemas da vida escolar, da descoberta da sexualidade, a primeira paixão, etc. Apesar disso, o dorama é estrelado por um quinteto de atores belíssimos e muito carismáticos. Tudo bem, quem nunca colocou uma foto do seu ator preferido na porta do guarda-roupa que atire a primeira pedra!

Em Jardim de Meteoros não existe apenas um ator preferido. Eles são 4, aliás o F4, grupo talentoso de jogadores de bridge, ricos e arrogantes, que se vêem envoltos nos encantos da jovem humilde, recém-chegada à badalada universidade onde estudam, a Shancai. Os jovens também fazem parte de uma banda responsável pela trilha sonora da série.

O dorama é composto de 49 episódios e os fãs não cansam de clamar pela segunda temporada. Se a Netflix atender os pedidos, vou dar adeus à lingua portuguesa por mais tempo…muitos outros pais também!

OUVIR > Foo Fighters – Concrete and Gold

Por Giovanni Ramos
Viva Covilhã

A banda americana Foo Figherts está confirmada como uma das grande atrações do Rock and Rio Lisboa 2020. Por causa do coronavírus, vários artistas já cancelaram a participação e o evento está ameaçado, apesar de não ter sido oficialmente cancelado.

O último álbum lançado pelo grupo liderado por Dave Grohl foi Concrete and Gold (2018), cujo primeiro single foi Sky Is a Neighborhood, um hit que segue os padrões das outras canções de sucesso do grupo.

Mas Concrete and Gold traz boas surpresas. O álbum abre com T-shirt, uma abertura de um pouco mais de um minuto, que segue com Run, uma canção de mais de cinco minutos que alterna trechos mais lentos e pesados. Make it Right, Sky Is a Neighborhood e La Dee Da mantém a pegada mais animada, com o vocal de Grohl alternando com gritos.

Em Dirty Water e Arrows, a explosão fica mais para o final da música e as canções Happi Ever After e Sunday Rain são mais calmas, sem perder a marca do grupo.

The Line e Concrete and Gold fecham o álbum da mesma forma em que foi aberto, com mais vibração e boa alternância em ritmos dentro de cada canção.

ONDE OUVIR: Spotify

Ler > Morte no Nilo – Agatha Christie

Por Fábio Jardelino
Doutorando em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior

Agatha Christie é a minha escritora favorita no gênero Romance Policial. Por motivos óbvios, ela é também uma das escritoras mais traduzidas em todo o mundo. Dito isto, afirmo sem sombra de dúvidas que o melhor livro dela é o famoso Morte no Nilo.

Uma obra-prima que deixa o leitor no suspense por todas as suas páginas. É o tipo de livro que você lê em uma única tarde. A trama traz novamente o personagem mais famoso da escritora, o detetive belga Hercule Poirot, que na história está aproveitando suas férias num passeio pelo Egito. Assim como ele, outros figurões da alta sociedade inglesa e americana estão na mesma viagem, uns por interesse, outros por prazer.

A autora traz ali, no decorrer da sua história, belos cenários que cativam o leitor, transportando-o diretamente para o luxuoso hotel às margens do Nilo, para o navio a vapor onde a trama se desenrola, para dentro da história envolvendo um assassinato e um sagaz detetive pronto para resolver o puzzle (quebra-cabeças).

Segundo a própria Agatha Christie, esse livro é o seu favorito, pensado enquanto a própria estava num passeio nesse mesmo navio a vapor. Depois de ter lido grande parte da sua coletânea de livros, posso falar tranquilamente que ela está certíssima. Morte no Nilo é, sem medo de errar, sua melhor obra. Aproveitem!