As dicas culturais e os protestos no mundo

Veja o que ver, ler e ouvir neste final de semana

4 de Junho de 2020
As dicas culturais e os protestos no mundo

Uma série de protestos contra o racismo pela morte de um homem negro conseguiu derrubar o coronavírus das manchetes de muitos jornais no mundo. As manifestações começaram e são mais fortes nos Estados Unidos, mas já com adesões em várias cidades europeias.

As dicas culturais da coluna VivArte tratam de protestos e racismo. Confira.

Ler > V de Vingança de Alan Moore

Remember, remember the 5th of November

Nas duas últimas décadas, a humanidade acostumou-se a ver uma legião de hackers conhecida como Anonymous pregar ações revolucionárias no meio digital com o uso de uma máscara. A identidade refere-se à série V de Vingança, uma série de histórias em banda desenhada que está entre as obras mais aclamadas do género.

A obra foi escrita pelo argumentista inglês Alan Moore, considerado um dos maiores na banda desenhada e foi publicada originalmente no começo dos anos 80. V de Vingança conta a história de um anarquista revolucionário em luta contra um sistema totalitário que governa a Inglaterra.

A máscara usada pelo protagonista é uma referência a Guy Fawkes, figura histórica da Inglaterra, participante da Conspiração da Pólvora, que consistia no projeto de um grupo para assassinar o rei da Inglaterra explodindo 36 barris de pólvora durante a abertura do parlamento no dia 5 de novembro de 1605.

Fawkes, responsável pelas pólvoras, acabou sendo preso neste dia. Mas a conspiração acabou ficando na história e inspirou Moore, que também teve inspiração na obra 1984 de George Orwell para criar o cenário de sua obra. V de Vingança foi adaptado para o cinema em 2005, mas o trabalho final não agradou o argumentista criador.


Ver > Não Dês Bronca

O realizador americano Spike Lee é conhecido internacionalmente por filmes que abordam questões raciais e preconceitos. A obra que tornou o realizado famoso foi produzida em 1989: Não Dês Bronca.

O filme retrata Nova Iorque nos anos 80, a partir do bairro do Brooklyn. Em uma pizzaria de ítalo-americanos localizada no bairro possui a maioria dos seus clientes negros. E quando o proprietário decide entrar em uma discussão sobre homenagear pessoas famosas na parede da pizzaria, os problemas raciais dos Estados Unidos são colocados em cena.

Trata-se de um filme em um tom bem humorado, mas com uma série de reflexões a serem feitas sobre preconceito. Lee atua no filme também, como um entregador de pizza e Não Dês Broncas abriu espaço para tornar-se um ícone internacional na luta contra o racismo.

Ouvir > Black Lives Matter – playlist do Spotify

Na semana em que os protestos contra o racismo tomaram conta dos Estados Unidos com a campanha Black Lives Matter, o Spotify preparou uma seleção de clássicos da música com o nome da campanha.

São músicas de grandes artistas negros que tratam da questão do racismo, passando por diversos estilos musicais. Beyoncé, Nina Simone, Bob Marley e James Brown são alguns dos artistas que aparecem nas sugestões.