Isolamento social

Covilhã tem linhas de atendimento a grupo de risco

Ligação gratuita para idosos e pessoas com necessidades especiais

Covilhã tem linhas de atendimento a grupo de risco
Iniciativa quer ajudar no período de isolamento social. FOTO: Divulgação.

Os médicos e cientista ainda não encontraram uma forma de combater a pandemia, por isso mesmo, acredita-se que o melhor “remédio” seja o isolamento social. Mas ficar em casa, para muitos, é sinônimo de mais dúvidas, angústia e apreensão. A necessidade de conversar pode chegar com força e para ajudar as pessoas consideradas em grupo de risco foram criadas duas linhas de apoio na Covilhã.

Duas profissionais de saúde voluntárias vão atender preferencialmente idosos, além de crianças e adultos com necessidades especiais. Na linha de apoio de Psicologia Clínica estará a Drª Juliana Bastos com o intuito de prestar o acompanhamento e psicoterapia relativamente a problemáticas de natureza pessoal e interpessoal, nomeadamente perturbações de ansiedade e de humor.

Já a linha de apoio Terapia Ocupacional destina-se a crianças com necessidades específicas e terá o objetivo essencial de prevenir e compensar incapacidades, disfunções físicas, mentais ou outras, que estejam sujeitas a agravamentos derivados da elevada inatividade e do isolamento social.  No atendimento estará a Dra. Inês Pereira, terapeuta ocupacional do Espaço dos Sentidos da Biblioteca Municipal.

Ambas as linhas de apoio estão disponíveis a partir desta segunda-feira (23), das 09h00 às 18h00, todos os dias úteis. A ligação é gratuita.

Serviço

Linha de apoio de Psicologia Clínica e de Saúde

275 330 645

Linha de apoio de Terapia Ocupacional

275 330 644

Aline Grupillo

Jornalista com 20 anos de experiência em jornalismo televisivo no Brasil. E-mail: jornalismo@redevivacidade.com