Ruínas do Castelo de Trancoso

Escapadinhas de Inverno: Trancoso e Castelo Almeida

  •  
  •  
  •  
  •  

Aldeias históricas entre Portugal e Espanha

As muralhas do castelo resistem ao passar dos anos. De longe é possível observá-las no alto da montanha desta cidade que já foi militarmente estratégica para Portugal. A posição geográfica privilegiada fez de Trancoso, no distrito da Guarda, entre os rios Douro, Côa e Mondego, um dos sítios mais importantes deste país. Hoje, o lugar está na rota das Aldeias Históricas e, por isso, é o destino da terceira escapadinha de inverno da revista eletrónica Viva Covilhã.

Trancoso foi fundada praticamente na fronteira entre Portugal e Espanha. Uma localização instável que a tornou lugar de muitas batalhas, especialmente durante o período medieval. A antida aldeia cresceu dentro dos muros do castelo, por isso, entrar pelas Portas d´El Rei e passear pelas ruas, algumas ainda de pedras, é mesmo experimentar o passado conhecido apenas através dos livros.

As muralhas resistiram às batalhas e ao tempo

Em 1921, Trancoso foi classificada como monumento nacional. Mas antes de adentar às muralhas através das cinco portas e de um postigo, vale muito a pena conhecer a capela de São Bartolomeu. O edifício foi construído para o casamento de D. Dinis com Isabel de Aragão no século XIII. Por dentro, o revestimento de azulejos constitui a memória do casamento real.  

Não bastasse tudo isso, aqui nasceu o profeta e poeta Gonçalo Anes Bandarra. Este personagem do século XVI escreveu trovas consideradas proféticas, daí ele ser conhecido como o “Nostradamus” de Portugal. Estudiosos acreditam que suas canções e poesias influenciaram autores como Fernando Pessoa.

Família em busca das origens

A professora reformada Aída Policarpo visitou a cidade com o marido em maio do ano passado. Mas a escolha não foi aleatória. O casal procurava descobrir a origem da família que foi inicialmente constituída naquela região. “Achei maravilhoso, lindo mesmo. O bom atendimento aos visitantes também chamou minha atenção. Saí de Trancoso com a ideia de que, embora antiga, a cidade não parou no tempo”.

A cerca de 70km de Trancoso estão as ruínas de Castelo de Almeida, outro lugar de encher os olhos pela beleza e história que representa. Na aldeia, com pouco mais de mil habitantes, a fortaleza é o principal ponto de visitação. Foi construída no formato de uma estrela de doze pontas, exemplar do sistema defensivo europeu do século XVII. Castelo de Almeida já pertenceu aos dois países (Portugal e Espanha). Em 1927 perdeu sua atividade militar, mas com o tempo tornou-se um sítio turísmo igualmente interessante.

Castelo de Almeida
Fortaleza em estrela de 12 pontas

Para esta escapadinha de inverno, a dica é sair da Covilhã em direção a Trancoso. A primeira paragem é na zona histórica, onde se percebe a forte influência da comunidade judaica. Alí estão o Centro de Interpretação Judaico e a Sinagoga, sem falar na Casa do Gato Negro, residência do rabino. Após o almoço, o visitante pode partir para Castelo de Almeida onde encontrará um conjunto de lugares a serem conhecidos.

Muralhas em Castelo de Almeida

Fique atento às escapadinhas de inverno. A revista Viva Covilhã dá a dica e te ajuda a viajar com o apoio da companhia Euro Tours Covilhã. Ao final de cada semana, será sorteado um voucher para o passeio. As datas devem ser acertadas direto com a companhia. Para participar, é simples! Basta partilhar a reportagem através do post publicado no Instagram e marcar dois amigos. Boa Viagem!!

Castelo de Almeida

Serviço:

Euro Tour Covilhã

Contacto: 918 041 924

eurotourcovilha@gmail.com

 

Jornalista com 20 anos de experiência em jornalismo televisivo no Brasil. E-mail: jornalismo@redevivacidade.com

One thought on “Escapadinhas de Inverno: Trancoso e Castelo Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *