Verão: temperaturas altas e os cuidados com a saúde

Como evitar problemas com o calor excessivo e umidade baixa A estação mais quente do

Verão: temperaturas altas e os cuidados com a saúde
Designed by Freepik

Como evitar problemas com o calor excessivo e umidade baixa

A estação mais quente do ano deixa tudo mais animado com gente na rua, atividades ao ar livre, dá até para aproveitar as praias e piscinas, mas é preciso adotar cuidados extras para manter a saúde. Entre os meses de julho e setembro, a região Centro de Portugal registra temperaturas acima dos 30°C e umidade, por vezes, abaixo de 20%.

Além de longos períodos sem chuva, a qualidade do ar é afetada pela fumaça espalhada no ar pelos incêndios rurais que se proliferam pelo país durante esta estação do ano. Com isso, aumenta a incidência de crises alérgicas, rinite, sinusite, faringite, asma e, ainda, outros problemas como irritação dos olhos, nariz e garganta, esgotamento físico, náuseas e respiração acelerada causados pela combinação de temperatura elevada e umidade baixa.

A Direção Geral de Saúde (DGS) produziu um especial Verão, onde é possível encontrar previsões e alertas de temperatura, dicas de cuidados para se proteger do sol e enfrentar do calor excessivo.

Listamos algumas destas recomendações aqui:

Dicas para enfrentar o clima quente e seco

• Aumente a ingestão de líquido (de preferência água e sumos naturais sem adição de açúcar), mesmo sem ter sede;
• Evite a exposição direta ao sol, especialmente entre 11 às 16 horas;
• Sempre que exposto ao sol, utilizar protetor solar com filtro UV 30 ou superior;
• Lave nariz e olhos com soro fisiológico algumas vezes ao dia;
• Use roupas de tecidos leves (de preferência algodão);
• Use chapéu e óculos escuros, especialmente para pessoas de pele mais clara;
• Espalhe panos ou baldes com água em ambientes da casa, principalmente no quarto, ao dormir, ou utilizar umidificadores de ar;
• Mantenha a casa limpa e arejada;
• Troque alimentos com muito sal e condimentos por frutas, legumes e verduras frescas;
• Evite banhos com a água com temperaturas elevadas;
• Use hidratantes corporais e labiais para diminuir os riscos de alterações cutâneas.

Maurília Gomes

Profissional de relações públicas e de turismo. Pesquisa sobre comunicação e cultura na UBI. maurilia@vivacovilha.pt